Mulheres na tecnologia

Mulheres na tecnologia
Apesar de conhecermos poucos casos de mulheres na tecnologia, ainda assim, os que temos disponíveis remetem para grandes contribuições. Este artigo foi criado para listar grandes mulheres na tecnologia. Conheça!

Mulheres na tecnologia

Ada Lovelace

Começaremos falando de Ada Lovelace, que como vimos, se destaca como a primeira programadora. Para falar de sua história, então voltamos para o ano de 1843.

Seu nome, Augusta Ada King, era uma Condessa em Lovelace. Seu grande trabalho era a tradução de material escrito por Luigi Menabrea. Isto encomendado por Charles Babbage.

Ao executar esse trabalho, Augusta Ada King, sem perceber, criou um algoritmo, e o interessante é que ele foi criado mesmo antes de ter qualquer máquina processadora de algoritmos.

Em 1979, Ada Lovelace foi homenageada em uma linguagem de programação, que recebeu o nome de ADA.

Image
Image

Carol Shaw

Para quem curte os games, Carol Shaw é uma figura memorável. Como engenheira de software, ela trabalhou na Atari, e foi bem além quando criou um sistema de criação de conteúdo.

Seu papel era desenvolver Games, e conseguiu a proeza de criar fases diferentes umas das outras. Ou seja, o sistema criado permitia que no jogo River Raid não houvesse fases semelhantes.

Hedy Lamarr

Em 1914 nasceu Hedwig Eva Maria Kiesler. Sua trajetória foi a de uma grande inventora, além de ter sido atriz considerada uma mulher muito bela.

Se isso já não fosse o bastante, temos que destacar que nos anos da Segunda Guerra Mundial, Hedy Lamarr desenvolveu um sistema que se tornou a base para a utilização do celular na atualidade.

Tratava-se de um sistema de comunicação utilizado pelo exército dos Estados Unidos nos momentos em que estavam em guerra na Europa.

Image
Image

Radia Perlman

Se alguém acha que a Internet não tem uma mãe, então está pensando errado, isso porque o nome dela é Radia Perlman. Trata-se de uma mulher que se destacou no mundo da engenharia de redes, além de ter desenhado softwares.

Você já ouviu falar no protocolo STP - Spanning Tree Protocol? Então, foi criado por Radia Perlman.

O trabalho do STP é se certificar do caminho mais ágil para conduzir os dados. E vai além disso: Se por acaso durante a condução de dados houver imprevistos então esse protocolo verifica o plano B. E vai procurando caminhos alternativos até que encontre o destino.

Cabe destacar também o seu papel de Radia junto das crianças quando trabalhou a arquitetura e a programação com elas.

Ainda dentro do setor da Educação, é destaque a criação da linguagem TORTIS. Radia Perlman teve uma participação na criação dessa linguagem que foi utilizada na robótica educacional.

Seu papel na tecnologia foi amplo. Ao longo dos anos em que trabalhou neste setor, ultrapassou o registro de 50 patentes. Incrível, não é mesmo?

Mary Kenneth Keller

Quando o assunto é os estudos, então temos a primeira mulher a ter um doutorado em computação na história. Ela se chama Mary Kenneth Keller.

Você já ouviu falar na linguagem BASIC? Trata-se de uma linguagem de programação utilizada no mundo Educacional e que teve a criação de Mary Kenneth Keller.

Em sua trajetória dentro do ensino, Mary viu a importância que o computador teria para o desenvolvimento social. Isso porque era possível utilizá-lo para relacionamentos sociais, como também como apoio no momento das aulas.

Essa mulher teve grande destaque na Universidade Clarke, quando então criou um departamento exclusivo para a Ciências da Computação.

Mary Kenneth Keller faleceu no ano de 1985, mas ao longo de sua trajetória em vida publicou livros sobre programação. Estas obras ainda hoje são utilizadas, e fazem de Mary uma das mulheres que mais lutou pela participação feminina no mundo da tecnologia.

Image
Image

Grace Hopper

Em 1906 nasceu nos Estados Unidos Grace Hopper, e começou se destacando pelo seu PHD na área de matemática dentro da Universidade Yale, isso porque ela foi a primeira mulher a se formar nesse Centro de Ensino.

Trabalhou por muitos anos na Marinha onde pode desenvolver os serviços de analista de sistemas. Um de seus trabalhos se relaciona com o Mark I Computer.

Cabe destacar que Grace foi quem criou o COBOL junto com outras pessoas, uma linguagem de programação. Além disso, passou a utilizar e difundir a nomenclatura muito conhecida: “bug”, a expressão é utilizada para informar que algum software está passando por problemas.

 

E você, conhece mais alguma mulher que se destaca ou se destacou na tecnologia? Se conhece, fale para gente, assim conseguiremos aumentar nossa lista!

Se inscreva para receber nossas novidades

Tenha um Site

Sua empresa na internet

Image